Eu brinco, Eu existo!

Esse evento é um dos pilares que constrói a tecnologia social do Amora. Através dele conseguimos, com apoio na Lei 10.639 (Lei que  que estabelece a obrigatoriedade do ensino de história e cultura afro-brasileira na grade curricular de todas as escolas)  adentrar o universo escolar e conversar de forma lúdica e interativa com o público infantil sobre estética afro, bonecas Abayomi, quilombos e diversos outros elementos da nossa cultura e história, promovendo dessa forma práticas pedagógicas antiracistas.